Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação

Meio Ambiente e Agricultura - Sábado, 19 de Janeiro de 2019

Programa Rede de Proteção Animal intensifica atividades em Paraguaçu


Programa Rede de Proteção Animal intensifica atividades em Paraguaçu

Assessoria de Comunicação da Prefeitura - Silvana Paiva

 

 O programa de controle populacional já realizou um total de 251 castrações em cães e gatos em situação de abandono 
(Foto: Depto. Meio Ambiente/Cedida)

 

O programa Rede de Proteção Animal de Paraguaçu Paulista tem intensificado as atividades de educação em posse responsável, como pedágio educativo e distribuição de cartilhas sobre o tema, entre outras atividades. Por exemplo, o Rede participou, pelo segundo ano consecutivo, como ente apoiador de evento, organizado pelos protetores do município, destinado à conscientização e sensibilização da população contra o abandono e maus tratos de animais.

Por meio de contrato com clínica veterinária e pagamento de subvenção à associação de proteção dos animais, o programa de controle populacional já realizou um total de 251 castrações em cães e gatos em situação de abandono. A castração é o caminho mais eficiente para o controle populacional, além de oferecer benefícios para a saúde do animal.

Para este ano de 2019, o Departamento de Meio Ambiente, à frente das atividades do Rede, planeja ampliar o programa de controle populacional, sendo que as castrações serão destinadas aos animais que pertencem às famílias de baixa renda. A seleção dessas famílias será feita após abertura de cadastro pela Prefeitura.

As atividades de educação em posse responsável serão a prioridade do programa nesse ano. De acordo com Priscilla Cunha, do Departamento de Meio Ambiente, “é preciso ressaltar que o principal responsável pela situação de abandono e maus tratos no município é a própria sociedade”. Priscilla orienta que a população não deve não deixar o animal solto, deve certificar-se que está ofertando água e alimento em quantidade suficiente, deve acompanhar o calendário de vacinas, levar ao veterinário para o correto acompanhamento em caso de enfermidades e acidentes. “Ainda é dever de todo cidadão denunciar a prática de abandono e maus tratos dos animais”, reforça Priscilla Cunha.

FacebookTwitterWhatsApp

voltar para a listagem de notícias...

TELEFONES PÚBLICOS

Prefeitura Municipal
  • Tel: (18) 3361-9100
Assistência Social
  • Tel: (18) 3361-6770
Departamento Municipal de Saúde
  • Tel: (18) 3361-9910

Ver todos os telefones...

NEGOCIE SUA DÍVIDA.